Você conhece o termo “Job to be done”?”

Já dizia Henry Ford: “Se eu perguntasse o que os consumidores queriam eles teriam dito que era um cavalo mais rápido”. É baseado nessa frase da maior referência da indústria automobilística que Clayton Christensen, professor da Harvard Business School, desenvolveu uma técnica chamada “Job to be done”, ou português “trabalho a ser feito”, na qual analisamos e pensamos de uma forma mais expansiva. Em resumo, voltamos a atenção para o consumidor. Não é a toa que o autor dessa metodologia também é o criador do termo “inovação disruptiva”. A ferramenta é uma forma de analisar as reais motivações que levam o consumidor a comprar determinado produto ou serviço. Vamos aprender a ferramenta? Siga os passos: #1 – Defina o produto ou…